14.8.08

Phelps

A coluna do David Coimbra de hoje é só sobre o americano Michael Phelps.

Clica aqui pra ler.

Edit: resolvi escrever mais porque esse cara merece e porque "Coimbra" tava escrito errado.

Ontem durante o almoço, um pessoal aqui da agência ficou discutindo como diabos os caras lá fora treinam a mesma quantidade de horas que os brasileiros, e a gente toma surra de tudo que é país.
No fim da conversa, cheguei a conclusão de que eu não faço idéia.
Mas um dos casos é analisado ali na coluna do Coimbra (mazah, agora acertei).

O Michael Phelps é um exemplo genuíno de predisposição genética ao sucesso.
Sabe aqueles caras que falam "é, acho que eu não conseguiria fazer outra coisa da minha vida".
Baita mentira.

Mas se o Phelps falasse, eu acreditaria. Ele foi talhado pra ser nadador ANTES de escolher isso. O cara é quase um Shrek das águas, um monstro de feio, mas ele vai lá e faz como ninguém.

Aliás, aproveitando o "vai lá e faz", aqui tem um texto DO CARALHO sobre essa expressão que virou quase um mantra lá na Perestroika.

Um comentário:

Jonão disse...

o meu.
eu odeio ter que dizer isso.
mas esses resultados absurdos atingidos em olimpiadas sao, na maioria, casos de dopping.